sexta-feira, 6 de março de 2009

A vida sem internet

Eu comecei a trabalhar com 16 anos, na época internet era coisa de NERD americano ou europeu, meu segundo emprego embora muito rápido foi na Kibon, na época relatórios e todo planejamento eram feitos com máquinas de escrever.
Quando comecei a trabalhar no meio gráfico computadores eram coisa de grandes empresas e para atividades muito específicas. Em algumas os profissionais trabalhavam em salas climatizadas e com roupas diferentes de todos outros funcionários, era um status ser operador de computador, coisa de outro mundo.
Na época já era impossível trabalhar sem energia elétrica, lembro de passar horas contemplando o céu na madrugada no Jornal ATarde esperando a eletricidade ser reestabelecida.E as conversar giravam em torno de como eram as coisas antigamente, "manualmente" poderiamos colocar o jornal na rua.
Quarta-feira de tarde ocorreu um problema em algumas linhas telefonicas da empresa onde estou hoje, ficamos sem internet, estou fazendo trabalhos internos, metade das minhas atividades hoje são diretamente ligadas com a internet, sou consciente agora que dependo diretamete dela e isso me preocupa pois internet é instável.
Outra coisa que percebi foique me senti muito mal, não pude ver meus emails, jornais, não pude manter contato com amigos e família, sou dependente dela, desde uma simples conversa até para trabalhar. Qual será a próxima tecnologia que iremos desenvolver e que nos tornará mais dependentes dela?
by MLMT

2 comentários:

lilaemarcelo disse...

Assim você fica parecendo Matusalém!

Jorge Martins disse...

Eu me sinto prisioneiro também.
Quando falta luz ninguém consegue fazer nada na agência.

Mas é a tendência natural, não? Do mesmo modo como somos dependentes de carros e, com isso, ampliamos as cidades..

Enfim, não tennho muito saudosismo. Adoro viver no futuro.