domingo, 19 de setembro de 2010

Solitudine e o Banzo

Depois que comecei a escrever, fui perceber a mensagem subliminar do título: a mistura do itálo com o negro tem tudo a ver com nós, com o blog, comigo e Marcelo.

Entretanto, não era sobre isto que queria escrever. Quero escrever realmente da sensação de solidão e saudade.
Viajar para estes eventos me faz ficar muito tempo só(mais do que gostaria), e me pego pensando nisto.

É péssimo estar só no meio da multidão, eu não gosto.
Estar só em um canto, em casa, por opção, é algo bom. Faz parte do processo que precisamos para acalmar a alma, amadurecer. Mas só na rua, na multidão, sempre me traz a sensação de banzo.

Em viagem já tive que ir a resturantes sozinha, participar de celebrações só, ir a cinema só.
Isto é que me derruba. Não existe nada pior que sentar em um restaurante e jantar só, por melhor que seja a comida.

Por isto opto muitas vezes em pedir no quarto do hotel, onde sempre tenho a companhia de House, 30Rock, Scrubs, Greys Anatomy, entre outros.
Não tenho ânimo para ir para o restaurante e ficar olhando para os garçons; me sinto uma intrusa no mundo divertido das outras mesas.

Um comentário:

Antonio de Aruanda disse...

Texto bonito, prima! Penso que por mais bem acompanhados estejamos, sempre haverá um vazio...