sexta-feira, 6 de novembro de 2009

As plantas tomando a parede



Estou, meio no estaleiro, acometido daquela sensação desesperadora da inutilidade, uma centena de coisas adiadas por conta de um acidente.

Ai, a televisão e a internet são amigas, mais a tevê, pois digitar (escrever é impossível) apenas com a mão esquerda é um processo lento, imagina trabalhar.

Tenho assistido na SKY um documentário "o mundo sem ninguém" ou algo assim que mostra a fragilidade de nossas construções. Na linha desse programa estive vendo aqui no prédio que sem manutenção as construções brasileiras não durariam muito.

2 comentários:

emmibi disse...

e a outra mão???

Marcelo L. M. Trevisan disse...

tem funcionado como pode...