terça-feira, 21 de julho de 2009

Leis da natureza

Esta noite tive um pesadelo terrivel. Lucas estava subindo na varanda lá de casa, e eu corri para segurar ele, mas não consegui pegar.
Olhava para baixo e o via caindo, batendo nas outras varandas. Aí gritava, urrava, chorava, não acreditava que não teria mais meu filho comigo. Senti uma dor como nunca.
Acordei chorando muito e, até agora, quando lembro o sonho para escrever aqui, me dói as entranhas. Fui na hora olhar ele na cama, e dar um monte de beijo.

Depois só fiz rezar; rezei muito por todos os pais que perdem seus filhos. Ultimamente isso tem sido mais frequente. Pensei no casal carioca cuja a filha caiu recentemente. A mãe tinha descido para pegar a outra filha em uma festa no play, e deixou a de 05 anos dormindo. Lembro que quando vi o caso no jornal, achei um absurdo os pais terem deixado uma menina de 05 anos sozinha. Mas, hoje, vi que o sofrimento que estão passando é muito mais do que qualquer dor. Ninguém merece isso. Foram descuidados sim, mas a dor é muito maior do que qualquer pena legal. É uma dor muito, mas muito difícil! O pouco que senti no pesadelo, me marcou.

Deveria haver uma lei natural, divina, estabelecida: filhos não morrem antes dos pais.

2 comentários:

Lu disse...

Eu concordo com você! O fato de terem sido descuidados não significa que não amavam sua filha. E as mães andam tão atribuladas, com tantas coisas na cabeça que nem sempre as lamparinas do juízo funcionam como deveriam.

Juliana Rocha disse...

Eu concordo plenamente! ainda não tenho filhos mas não consigo entender pq Deus permite isso...
Bjinhos